Grupo Kallas | Imprensa | Loteamentos: a nova aposta do Grupo Kallas para crescer fora de SP

junix

Portal do Cliente

Loteamentos: a nova aposta do Grupo Kallas para crescer fora de SP

EXAME - 12/04/2021
Loteamentos: a nova aposta do Grupo Kallas para crescer fora de SP

A proposta do Grupo Kallas é muito clara: impulsionar o futuro das cidades, integrando as pessoas aos espaços urbanos e permitindo que elas vivam melhor, com mais qualidade de vida e bem-estar. Para conseguir esse feito, o grupo vem atuando com empresas independentes em diversas frentes, como construção, incorporação, loteamentos e vendas.

A estratégia vem dando certo. E apesar dos impactos da pandemia, que acabou causando o fechamento de stands logo no início do isolamento, assim como o adiamento de lançamentos, o Grupo Kallas segue estudando os melhores caminhos para abrir o capital na B3, e prevê um crescimento considerável neste ano. Em 2020, a companhia encerrou com 1,5 bilhão de reais em lançamentos, o dobro dos 780 milhões de reais do ano anterior.

De populares a alto padrão

Para este ano, a previsão da empresa é que 60% do lançamentos sejam realizados pelo Kazzas, braço do grupo que nasceu em 2016 com o foco em empreendimentos residenciais populares dentro do Casa Verde e Amarela (antigo Programa Minha Casa Minha Vida). "Somos uma empresa jovem, mas com um grande legado. Estamos preparados para revolucionar o mercado econômico", disse recentemente Raphael Kallas, CEO do Kazzas, em entrevista à EXAME."

Os outros 40% dos lançamentos devem ficar por conta do Kallas Arkhes, unidade voltada para imóveis de alto padrão e com foco em famílias e nas necessidades dos moradores no pós-pandemia, conforme antecipou Thiago Kallas, CEO da Arkhes.

"Nossa meta é fazer empreendimentos incríveis em bairros mais desejados e condomínios-clube em bairros onde há disponibilidade de terrenos maiores", disse o executivo. Um dos lançamentos previstos, inclusive, é um empreendimento próximo ao Parque do Ibirapuera, região nobre de São Paulo, com apartamentos que devem custar em torno de 20 milhões de reais.

Para completar a família

Além das duas construtoras, outras três marcas integram o grupo: a imobiliária KV, que realiza a venda dos empreendimentos do Grupo Kallas por meio de corretores associados; a unidade de engenharia, que já construiu mas de 110 obras para terceiros dos mais diversos portes e segmentos; e a K'urb, especializada em urbanismo.

O desenvolvimento de bairros planejados, com maior qualidade de vida para moradores e usuários, inclusive, é uma grande aposta da empresa diante da alta na procura por imóveis fora da cidade de São Paulo; um movimento que se intensificou durante a pandemia com a possibilidade do trabalho remoto.

Para o ano que vem, a ideia, segundo Thiago Kallas, CEO da K'urb, é desenvolver empreendimentos de médio e alto padrão, principalmente no interior do estado de São Paulo.

Apesar do foco em famílias, Thiago não descarta a construção de condomínios voltados para um público sênior. Infraestrutura não será o problema, já que a empresa tem, como premissa, o desenvolvimento desses empreendimentos em cidades com boa infraestrutura de comércio e serviços. "O projeto de urbanismo em São Paulo foi malfeito e é extremamente elitista", diz o executivo. "Voltar a povoar o interior foi a forma que encontramos de levar mais qualidade de vida às pessoas".

A estratégia vem dando certo. E apesar dos impactos da pandemia, que acabou causando o fechamento de stands logo no início do isolamento, assim como o adiamento de lançamentos, o Grupo Kallas segue estudando os melhores caminhos para abrir o capital na B3, e prevê um crescimento considerável neste ano. Em 2020, a companhia encerrou com 1,5 bilhão de reais em lançamentos, o dobro dos 780 milhões de reais do ano anterior.
De populares a alto padrão